En el presente blog puede leer poemas selectos, extraídos de la Antología Mundial de Poesía que publica Arte Poética- Rostros y versos, Fundada por André Cruchaga. También puede leer reseñas, ensayos, entrevistas, teatro. Puede ingresar, para ampliar su lectura a ARTE POÉTICA-ROSTROS Y VERSOS.



viernes, 10 de agosto de 2007

Salve! 15 de setembro_Erasmo Shallkytton

Fotografía: Erasmo Shalkytton(Brasil)





UM PRESENTE PARA EL SALVADOR - SALVE! 15 DE SETEMBRO



Descortina na central das Américas,
O teu largo sorriso faiscante,
Ó El Salvador!
De histórias e culturas invejáveis,
Já vai rasgar nos horizontes,
O nascimento de tua paz,
Abrilhantada no teu cósmico,
De montanhas eleváveis,
Pontificando o brio da beleza,
És tu, Ó El Salvador!
Do continente americano,
Da riqueza histórica,
Eternizada pelos teus grandes filhos,
Nas águas pacíficas de tuas praias,
Beijando o assoalho montanhês,
Esculpido pelas mãos divinas de Deus,
Voando livre em teus lagos de lírios,
Até chegar à costa do sol,
Ó REPÚBLICA EL SALVADOR!
Iluminado nos verdores,
Do parque El Impossible,
Venturas, é o teu dia,
Voam a liberdade salvadorenha,
No teu grito, lá do Izalco e Sonsonate,
Marca em tuas terras,
A cultura do primeiro homem,

Ó REPÚBLICA EL SALVADOR!
Em línguas, tradições e vida,
Da liberdade contagiante,
Já ultrapassastes os tempos,
Teu retrato é tua luta,
Tuas vitórias, é o teu povo,
De uma identidade nacional,
É na tua festa cívica tão longe,
Que nestes versos brancos,
Hei de te ofertar a tua suntuosidade,
Das palmáceas do coco babaçu,
Floresce do sulco Caxiense,
O balançar das palhas esmeraldinas,
Do entardecer nas auroras do Maranhão,
Elas vão balançar levemente,
Entre umas e outras no seu palhegal,
Batendo noutras sem cessar,
Como se as mãos fossem palhas,
Cá estivessem a ti parabenizar,
Na tua independência Nacional,

Ó REPÚBLICA EL SALVADOR!
EL SALVADOR EL SALARRUÉ!
Meu BRASIL verde e amarelo,
Também te exalta, lá de Salvador,
Senhor do Bonfim,
Receba este poema, El Salvador!
Do meu BRASIL querido,
Que neste dia quinze,
Vamos todos se alegrar,
Nas cadeias montanhosas,
Um dia, eu estarei por lá,
Escrevendo no ápice do fogo,
Daqueles caldeirões encantados,
Olhando as ondas do mar caribe,
Passeando la Tierra de los Volcanes,
Sei-o que só existe por lá,
De Caxias do Maranhão,
Segue mais rápido que a luz,
O meu e-mail pra te glorificar,
Singelas expressões nacionais,
Rogando na tua plena liberdade,
Do povo guerreiro salvadorenho,

SALVE! SALVE! 15 DE SETEMBRO
De duas faixas azuis e uma blanca,
Ó REPÚBLICA EL SALVADOR
Deste esplendor centroamérica,
Em teu solo um dia vou poetar.


Protegido pela Lei nº 9.610, de 19/02/1998 - Lei de Direitos
Autorais


Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas
nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Leer más en: www.artepoetica.net